Na faixa etária dos 40 aos 45 anos, os homens podem lidar com sintomas muito parecidos com os que têm as mulheres no período da menopausa. É o que se convencionou chamar de andropausa. Em ambos os casos, os sintomas são resultado de queda significativa nos níveis de hormônios – estrógeno nas mulheres e testosterona nos homens.

Quando a taxa de glicose no sangue fica muito baixa, seja por conta de doses elevadas de insulina e/ou remédios, seja por alimentação inadequada ou exercícios físicos em excesso, ocorre a crise de hipoglicemia. Os sintomas são muito claros e facilmente reconhecidos por portadores de diabetes: fome, tremores, suor, sensação de fraqueza, confusão mental, palpitação. Muitas vezes, a simples ingestão de um alimento com açúcar resolve a crise. Se o paciente estiver acordado, consciente, recomenda-se dar a ele algum alimento com bom índice glicêmico assim que desconfiar que sua taxa de glicose está muito baixa (preferencialmente mediante confirmação pela medição da glicemia na ponta do dedo).

Infecções ou problemas na circulação dos membros inferiores estão entre as complicações mais comuns em quem tem diabetes mal controlado. Calcula-se que metade dos pacientes com mais de 60 anos apresente o chamado “pé diabético”, uma doença que pode ser evitada.